O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

domingo, 13 de março de 2011

Será que te lembras?

Passaste e olhaste
Chamaram-me os teus olhos
Chispas lançaram
E os meus procurarm
E bailaram
Maravilhosa, verbalizaste
Assim me sentia eu
O sorriso então aconteceu
Correspondendo ao teu
Seguiste e já não viste
O efeito que a tua poesia
Numa palavra
Provocou
Instante mágico
Foi um beijo diferente
Na tarde quente
Um estado de alma
Que os olhos refletiam
E na Fonte Trevi
Sonhos bebiam
Será que te lembras?

Teresa Almeida 11.02.2011

4 comentários:

  1. Também adorei a Fonte de Trevi! Sem dúvida que desperta fortes emoções! E este poema também reflete um momento intenso! É bom viver bons momentos e saber transmiti-los em poemas lindíssimos! :)

    ResponderEliminar
  2. Itália deslumbra-nos, emociona-nos e inspira-nos! Apetece voltar, não achas? Xi coração linda.

    ResponderEliminar
  3. Despertou-me! Se um dia for, quero sentir assim, intensamente...
    Bjos :)

    ResponderEliminar
  4. Intensamente, viver cada momento...
    Nem sei dizer o que mais me tocou em Itália, mas talvez a arte tenha aí o seu esplendor! Bjos :)

    ResponderEliminar