O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

quinta-feira, 8 de março de 2012

MULHER

Natureza mãe, divina
Terra de amor desnudada
Aberta ao sol, chuva e vento
Nela se abre o mar imenso
De afectos profundos
 Semeada

Paradigma de luz universal
Vida noutras vidas a pulsar
Entre espinhos brota o querer
E perfumes de mundo novo
Rosa brava a desabrochar
Num coração de mulher

Teresa Almeida

6 comentários:

  1. Feliz dia amiga querida..que seja especial..bj

    ResponderEliminar
  2. Olá Quim, ainda andas por Praga? Felizardo!
    Obrigada querido amigo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. "Vida noutras vidas a pulsar" - guapa defeniçon.

    Beisico
    Amadeu

    ResponderEliminar
  4. Queda mais guapa cun la tue mirada Amadeu.
    Beisico

    ResponderEliminar
  5. A mulher na sua essência, na sua dádiva...Semente e pulsar...
    Belo, amiga
    Bjuzz :)

    ResponderEliminar
  6. Gosto da forma como vibram as tuas palavras, amiga Odete.

    Bjuzz :)

    ResponderEliminar