O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

quinta-feira, 25 de abril de 2013

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Comentei abaixo, porque não faço ideia o que vai acontecer na pastelaria...
    Beijinhos, querida amiga.

    ResponderEliminar
  3. Lançamento da Antologia "Poesia sem gavetas", na qual, também, participo.
    Beijinhos, amigo Nilson.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar