O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

HORA DA POESIA

Deixemo-nos penetrar pela beleza e intensidade poética de Amadeu Ferreira:

"guarda os pequeninos gestos, os instantes, quase sem tempo,
os lugares de que só te ficou um registo gasto na memória:
os bocadinhos de ser feliz podem durar sempre na lembrança,
ainda que não passem de uma dor..
...tem-nos sempre à mão para resistir e acalmar as fomes que te povoam..."

Link directo: http://www.radiovizela.pt/radiovizela.asx

https://www.mixcloud.com/widget/iframe/?feed=http%3A%2F%2Fwww.mixcloud.com%2FRadiovizela%2Fhora-da-poesia-07012015%2F&embed_uuid=345f8b70-8a29-4554-b357-befa11ab8541&replace=0&hide_cover=1&embed_type=widget_standard&hide_tracklist=1



 

4 comentários:

  1. Não consegui aceder ao link, mas gostei muito dos versos de Amadeu Ferreira.
    Portugal é mesmo um país de poetas!
    Não deve estar muito frio por essas bandas, não...?...:-)
    xx

    ResponderEliminar
  2. Foi um ótimo programa! Sei que terias gostado, querida Laura.
    O frio por aqui é de rachar, no entanto o calor da lareira sabe tão bem!
    Obrigada por teres passado neste meu cantinho.
    Beijinho, amiga.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada, Graça. Com Conceição Lima e Amadeu Ferreira só poderia ser um sucesso. É uma hora que passa a correr, uma hora em que se servem excelentes manjares poéticos.
    Beijinhos, amiga.

    ResponderEliminar