O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

sexta-feira, 5 de junho de 2015

CONVITE


5 comentários:

  1. Espero que tenha corrido muito bem.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Tarde, tarde, apenas fica tarde. Manifestar desejos que tenha sido um êxito é uma ânsia que fica (apenas) comigo.


    Beijos



    SOL

    ResponderEliminar
  3. Vim aqui com saudades da sua poesia.
    Espero que volte a "poetar"...
    Teresa, tenha uma boa soa semana.
    Saudações poéticas.

    ResponderEliminar
  4. Queridos amigos.
    Obrigada pelo apoio.
    Não me despedi porque, de facto, não queria nem quero ir embora. Quero estar e sentir todo este envolvimento poético.
    Também tenho saudades, muitas.
    O tempo tem passado por mim a correr. É isso!
    Um abraço bem apertado.

    ResponderEliminar