O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Pinceladas poéticas

Muda tudo
numa pincelada, num tom incendiado
numa palavra a descoberto
num olhar...

O reencontro acontece
naquela nova nuance
que pela frincha da porta se esgueirou
e no tristonho e abandonado castelo
de ausências enegrecido
penetrou

O reencontro acontece
e um pulsar brilhante de estrelas
faz tremer de intenso prazer
aquela tela
como um raio de sol
em manhã pardacenta
como arco-íris pintado na palavra
que em deleite se espalha
estonteada

e deambula
em versos prenhes de natureza
em arcos, muralhas e laços
e baila no terreiro
em luz, cor e harmonia
e pela noite dentro se aclara e se faz dia

Muda tudo
numa palavra, num tom incendiado
num olhar enamorado

Teresa Almeida 01-10-2011

4 comentários:

  1. A pintura está sensacional...o que pode fazer um olhar,quando o olhar é de ilusao...dás luz matizada nas palavras e na tela minha querida amiga..um beijo muito grande,gostei muito!!

    ResponderEliminar
  2. Também gosto muito que passes por aqui querida amiga.
    Que bem pintas as palavras Inês!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Tua percepção poética, amiga Teresa, deixa-me sobremaneira admirado. É como se a narrativa se fizesse também pelo interior, por dentro do sentimento e das sensações, criando corpo, emancipando-se como visão, tomando o leitor pela mão e o conduzindo a um périplo de imagens, onde imaginário e real confundem-se dentro da mesma magia.

    É sempre um especial deleite para mim saborear teus poemas e, mais especialmente ainda, quando estes vêm acompanhados das belas telas que pintas.

    Penso que, nessas tuas pinceladas poéticas, enecerra-se a minha leitura virtual de teu livro, lamentando que tenha chegado à "última página" dele, queria mais, bem mais...

    Todavia, continuarei minha doce peregrinação poética através das tuas belas letras, e cada vez encantando-me mais com o que nelas descubro.

    Meus mais efusivos parabéns, minha boa amiga, um abraço com carinho, bem hajas.

    André

    ResponderEliminar
  4. Quando escreves, André, muda tudo! Fico com a ideia que percorro caminhos de luz. Continua a iluminar-me, querido amigo.
    Grande abraço de amizade e carinho.

    ResponderEliminar