sábado, 27 de agosto de 2022

Aos meus amigos

 


Por cada estrela

Que me bate no peito

Por cada sorriso

Que me alimenta

Por cada traço que me adivinha

Pelo sentimento

Que me sustenta

Por cada rasgo de luz

Pelo mistério da sombra

Pelo olhar que me traduz

Por cada sopro de vida

Pelo assombro

Pelo impulso

Pela amizade

Pelo amor

Pela saudade


Por ti

Por nós

Ergo a taça e brindo

Num arrojo

De fugaz eternidade.


Teresa Almeida Subtil 





sábado, 6 de agosto de 2022

ARA

 A voz nascia na tarde

Iluminura entre gestos

Sentires breves e soltos

Jeito de folha transparente

Onde olhos exultavam

E a palavra sulcava o ser

Luísa fazia acontecer 

A cor e a dor da terra arada

Luísa desatava o espanto

E em mim prendia-se o mar

E expandia-se o fascínio

De me dizer mulher

Ara como princípio e fim.


Teresa Almeida Subtil

(O meu preito a Ana Luísa Amaral
06/08/22)


 




Aos meus amigos