sábado, 15 de setembro de 2018

Surreal detalhe




A vida transpira em toda a tela
Nos dedos vagueiam ondas
Na paleta rumorejam cânticos 
E múltiplas erupções.

Surreal cada detalhe 
Expressão de desalento
Sonho mordido e largado ao vento.

A arte é fogo dos teus olhos
E Setembro um poema sumarento
A desdobrar-se festivo
A cada pranto.

No rosto pinto um desejo
E de espanto
Rejuvenesço.

Teresa Almeida Subtil



Paleta de Alexal - Alejandro Albarrán Garcia

L sol de las froles