O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

sábado, 19 de janeiro de 2013

Para ti, estrela incandescente

Hoje eu sou a nostalgia da tarde na espanada

espalhada em lágrimas plenas de reflexos emotivos

as patas das aves confundem-se, espelham-se

e cruzam-se num tango de amor ressentido

Na luz difusa desta tarde desfeita em chuva

até o sol te saúda com lenços de um rosa sedutor

e uma voz imensa e inquietante no marulhar das ondas

oferece-me um orfeão de poesia

O mar que não cabe em de si de alegria

esbraceja a meus pés

e esbraceja porque eu estou e não estou contigo

Hoje és estrela a brilhar em gotas de saudade

e eu que gostaria de beber a magia desta noite

em longuras planálticas te aplaudo, estrela incandescente

e desta esplanada de mágoa te escrevo

e busco o apaziguamento nas palavras

e nas nuvens que voam muito à frente

Em enorme ânsia te abraço

e me junto à multidão de cantos com sotaque

e uma linguagem inteligível a 300 km de distância.




Teresa Almeida




(Hoje em Porto de Poesia no Orfeão do Porto
Poetisa da noite - Ana bárbara de Santo António

Dinamizadora : Ana Homem albergaria)

 

7 comentários:

  1. O entardecer, o mar, a chuva e o marulho das águas e a nostalgia do tempo e do espaço, numa separação breve mas difícil.
    O Amor ferve dentro destes momentos.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  2. "Hoje és estrela a brilhar em gotas de saudade"

    Lindo,amiga!

    O sentimento de saudade é intenso,pleno e muito poético...

    Adoro voar aqui!!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Mais que orfeão, tu és uma orquestra de poesia.
    Gostei muito.
    Um beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
  4. Teria um gosto imenso em ouvir este teu poema declamado por ti... Já o tinha lido, mas sabes como é o meu tempo...

    Encantador! Pura poesia!

    Bjuzz, querida amiga

    :)

    ResponderEliminar
  5. A distância não chega para apagar teu brilho,
    o amor, o sonho...essa saudade.

    o abraço esperado.

    divinal, este teu poema.

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. A música do mar, a sinfonia da poesia, sons perfeitos para um belo sonho num qualquer canto do mundo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar