quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

A meus netos

Como um livro que ao vento se desfolha E folha a folha se oferece e surpreende. Como riso que levita e outras vezes Lágrimas verte e brasa acende.
Já não se ouve o arrulho no pombal Nem as corridas escada abaixo, escada acima. Mas sinto a toada que me cresceu O rio, o monte, o sonho e eu E do salgueiro a impetuosidade.
Palpita de novo a alma do alpendre Desafios maternos, infinitos verbos. Nua, a grade resistiu E à intimidade do tempo confiou Novas sementeiras.
E meu livro é minha escolha Meu rio, minha folha, meu desejo Que dedilho na inquieta pele da palavra.
Em meu regaço renasce o espanto dos pardais O encanto do universo e da poesia azul Quadro que festejo beijo a beijo.
Teresa Almeida Subtil

14 comentários:

  1. Netos lindos merecem um poema lindo...
    Gostei imenso, parabéns pela excelência das palavras.
    Bom fim de semana, amiga Teresa.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Poema belíssimo, inscrito deste
    universo de amor sublime que
    encanta e canta a vida...
    Como tu dizes tão bem, poesia azul
    deste universo de encanto, da ternura
    reveladora dos sorrisos dos teus
    netos e o teu sorriso num único
    Abraço tão belo da foto, minha amiga. .
    Esta capacidade tão única tua no
    dizer poético do rio do
    afeto das palavras, que brilham
    nesta poesia azul, a tua, Teresa,
    sempre encantadora! !
    Lindos os teus netos! !!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Que amor! A foto já é um lindo poema, Teresa, mas não deixo da observação, também, do teu belo poema. Que linda tua família!!
    Beijo, amiga!

    ResponderEliminar
  4. um belo quadro familiar, digno de uma pintura clássica!

    o poema, na sua expressão mais genuína, é um louvor à vida e à "intimidade do tempo"!

    gostei muito, Teresa Almeida

    beijo, amiga

    ResponderEliminar
  5. Teresa, minha Amiga, que quadro familiar, tão belo! E o seu poema excelente numa homenagem à vida e ao amor.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. O encanto da família , com a maravilha da tua poesia .
    E sempre, ela , a Natureza, companheira dos teus quadros!
    Bjis Teresa 😘😘

    ResponderEliminar
  7. Fiquei encantada com a postagem!

    Beijo e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  8. Excelente Família. Felicidades.

    Hoje:- Degustação em universo sagaz
    -
    Bjos
    Votos de uma feliz Quarta-Feira

    ResponderEliminar
  9. OI TERESA!
    COM OS NETOS RENASCE A MÃE\VÓ, QUE AGORA NELES SE INSPIRA E CRIA.
    LINDO DEMAIS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Que homenagem maravilhosa, Teresa, em palavras tão repletas de emoção... e que não poderiam constituir melhor moldura, para essa foto fantástica, de família, onde o amor, a ternura e a cumplicidade, se descobrem tão bem, em cada rosto, e sorrisos...
    Uma publicação adorável! Finalmente conseguindo passar por aqui, depois de umas largas semanas de ausência, em que tive a minha disponibilidade, para visitar os blogues amigos, bastante condicionada, por questões de saúde da minha mãe... felizmente ultrapassadas... pelo que estou retornando aos blogues, que temporariamente, me vi impossibilitada de conseguir visitar, como desejaria... Virei no final desta semana, com mais tempo, ver o que andei perdendo por aqui, ultimamente... entretanto ficaram umas palavrinhas suas, em destaque, lá no meu canto, Teresa, com o respectivo link, para aqui...
    Beijinho! Continuação de uma óptima semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aprecio imenso os temas do seu blogue, a seleção das imagens, das mensagens, dos autores e das melodias.
      Assim, fico feliz, Ana Freire, por me ver incluída.
      Um abraço com muito carinho.

      Eliminar
  11. Gostei de reler, pois o encanto foi semelhante ao da primeira leitura.
    Bom fim de semana, amiga Teresa.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. Não costumo responder no meu blogue mas, neste poema, apetece-me deixar um beijo carinhoso aos que me deixaram um miminho.

    ResponderEliminar
  13. Uma imagem familiar que me encanta, emoldurada com palavras que valem ouro.

    Vida longa a todos vós!

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar

MULHER-MENINA