sábado, 15 de setembro de 2018

Surreal detalhe




A vida transpira em toda a tela
Nos dedos vagueiam ondas
Na paleta rumorejam cânticos 
E múltiplas erupções.

Surreal cada detalhe 
Expressão de desalento
Sonho mordido e largado ao vento.

A arte é fogo dos teus olhos
E Setembro um poema sumarento
A desdobrar-se festivo
A cada pranto.

No rosto pinto um desejo
E de espanto
Rejuvenesço.

Teresa Almeida Subtil



Paleta de Alexal - Alejandro Albarrán Garcia

12 comentários:

  1. "A arte é o fogo dos teus olhos".
    Excelente poema, parabéns pelo teu talento.
    Teresa, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Pintar um desejo no rosto e rejuvenescer de espanto… Tão belo! Tão inspirador! Tão perto do improviso de viver…
    Uma boa semana, Teresa.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Que lindo poema, belíssima junção da vida com a arte!
    Amiga, você é poeta até nos seus comentários, gostei muito!
    Uma linda semana
    Beijo/carinho.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite amiga Teresa, um belo canto em homenagem aos pintores que, com sua sensibilidade, levam para suas telas a beleza de que tanto precisamos.
    Um bom final de semana.
    Beijo
    Pedro

    ResponderEliminar
  5. Gostei de reler este magnífico poema.
    Amiga Teresa, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Teresa, minha amiga
    um belo e expressivo poema de que gostei muito
    "Sonho mordido e largado ao vento" tão bem descrito e ilustrado nas gravuras
    que apresentas.

    um grande poema. grato pela partilha

    beijo

    ResponderEliminar
  7. Boa Tarde, querida amiga Teresa!
    A arte rejuvenesce e o fragmento literal e o poético encantam.
    Deus a abençoe muito!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderEliminar
  8. Quanto caminho percorrido na grandeza deste poema, Teresa. Que belo trabalho de linguagem, exprimindo a si própria, que é o papel da poesia, e como você o fez tão bem neste "poema sumarento". Gostei demais!
    Um beijo,

    ResponderEliminar
  9. Que lindo isso, essas cores, tudo. "E de espanto/ rejuvenesço". Um beijo!

    ResponderEliminar
  10. Uma paleta de cores, absolutamente extraordinária... muito bem harmonizada com a sua paleta de poéticas emoções, Teresa!
    Mais uma publicação verdadeiramente inspiradora, por aqui, Teresa... onde se pinta... a Ibéria... com detalhes de paixão...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar

Voltarei!