O poema só nasce onde quer
Como um pé de fiolho,
é pura emoção selvagem ...

terça-feira, 10 de abril de 2012

GRINALDA VERDE

4 comentários:

  1. Gostei do poema e das poções mágicas a fumegar...
    Beijos, querida amiga.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pelo incentivo amigo Nilson.
    Esta foi uma viagem medieval a Santa Maria da Feira.
    Encontrei este lago encantador! :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Ao ler, pensei num ritual, poeticamente adornado.
    Pela tua resposta, não andei longe...
    (Mas que viajada anda esta menina!)

    Bjuzz :)

    ResponderEliminar
  4. Já viste este lago Odete?
    Vale a viagem!

    Bjuz :)

    ResponderEliminar