quinta-feira, 2 de abril de 2020

Tengo un namoro

Vídeo, realizado hoje, com poema e voz de Teresa Almeida Subtil [ Teresa Subtil ], que o declamou em Língua Mirandesa.
Recomendo vivamente que seja visto e ouvido, preferencialmente com phones ou auscultadores.

Jorge Nuno





Tenho um namoro

Tenho um namoro sabido de todo o mundo
E onde vou chamam-me mirandesa
Pelas palavras “amerosas” que digo
Nos cafés, nos serões e nas tertúlias poéticas.

As palavras provocam paixão
A quem as ouve e lhes agarra a alma
A alma da fala do planalto
Que nasce num rio que eu sei
E escala as arribas e sente o perfume
De tomilhos, arçãs, urzes
E quantas mais!

Tem luz de oliveira e sabor de laranjeira
Voa nas asas dos pássaros
E até as gaivotas gostam de a cantar

O Douro e os poetas fizeram-na mar
E por tanto amar prossigo
E sei que ela me quer também
Como puia enxertada com vigor

E nesta árvore escrevo as palavras
Meu vale, meu canto, meu sentir
Identidade quero dizer

Tenho um namoro sabido de todo o mundo
E quanto com mais proa o mostro
Mais fundo escavo o amor



 Teresa Almeida Subtil

13 comentários:

  1. Olá:- Pura ternura e sedução poiética.
    .
    Saudações de Fé.

    ResponderEliminar
  2. Uma postagem maravilhosa, Linda demais!
    -
    Amigo, é aquele que te dá a mão quando precisas
    -
    Beijo. Tenham uma excelente tarde. "Vai ficar tudo bem"

    ResponderEliminar
  3. Mostrar com proa não é para todos.
    Parabéns pela excelência do poema e pela forma brilhante como o disseste.
    Querida amiga Teresa, um bom fim de semana. Em casa...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Ah, Teresa, adorei ouvir-te! E não é que a língua mirandesa desliza muito bem nos nossos tímpanos?
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Absolutamente fantástica, esta junção poética, de imagens, sons, palavras, paixão pela região e suas gentes... e que a sua voz, Teresa, materializou tão bem!...
    Belíssimo trabalho de equipe! Parabéns a ambos, por tão admirável resultado final!... Adorei o vídeo... e a sua eloquente voz, Teresa!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  6. a vibração da Terra Mater, em tua Voz
    a percorrer - "amerosa" - requebros e ecos do Planalto
    e a elevar-se em voo planado!

    gostei tanto, Teresa!
    excelente trabalho poético
    parabéns.

    beijo

    ResponderEliminar
  7. “Tenho um namoro sabido de todo o mundo
    E onde vou chamam-me mirandesa
    Pelas palavras “amerosas” que digo
    Nos cafés, nos serões e nas tertúlias poéticas.”

    Belíssimo poema, querida amiga Teresa, que se inicia com esses belos versos.
    Parabéns pela maravilhosa postagem, poema e vídeo da poeta. Uma beleza!
    Um bom final de semana com os cuidados com o vírus, amiga Teresa.

    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  8. Como declamas bem, Teresa! E a tua voz "amerosa" é tão bonita!
    Um trabalho em conjunto muito bem conseguido. Parabéns!

    Beijos e saúde.

    ResponderEliminar
  9. Ai Teresa, tanta vontade eu tinha de ouvir a língua mirandesa!
    E aqui na sua voz, declamando um poema seu, foi mesmo lindo de se ouvir.

    Um poema que fala dessa paixão de ser mirandesa e de porfiar na divulgação dessa língua maviosa. Adorei o som dos ss e das vogais, enfim de tudo.

    Um namoro que temos vindo a acompanhar com muito gosto.

    Adorei, querida amiga.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  10. Que bom foi ouvir-te dizer o poema em mirandês e ir seguindo a leitura em português. Não é muito diferente e soa tão bem. É como dizes: "As palavras provocam paixão A quem as ouve e lhes agarra a alma"...
    Uma boa semana com muita saúde e cuidados.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Tereza,

    Adorei ouvir sua voz e que bonita declamação em mirandês. Um poema belo transbordando paixão. Muito bom.

    Tenha um feliz dia,
    Bjss


    Tenha um feliz dia.

    ResponderEliminar
  12. Acompanhar com a voz ao mesmo tempo que leio, é uma sensação inesquecível.

    ResponderEliminar

RONDA LAS DEGAS/ RONDA DAS ADEGAS